Este curso se constrói no âmbito das ações afirmativas e assistência estudantil visando dar respostas contundentes e profícuas às situações institucionais que envolvem práticas racistas e sexistas, principalmente, junto ao corpo discente.  Desta forma, ementa deste curso invoca temas conhecidos resignificados num amplo e novo debate e enfoque. Discutiremos assim o impacto da história da escravidão no imaginário social e nos processos civilizatórios e indenitários. Abordaremos temas conceituais como raça/etnia, grupo étnico, etnicidade, racialismo entre outros e representação social que negros e não negros da educação e socialização para compreender as diferenças.  Daremos ênfase a produção sobre racismo e saúde mental, numa releitura de autores como Frantz Fanon e Alberti Memmi. O sofrimento ético-político: inclusão perversa e humilhação, raça/racismo no contexto das ciências e profissões voltadas ao atendimento à saúde mental.  A organização da população negra a intervenção a saúde mental e o aprendizado sobre o grupo Linguagem e Memórias Emancipatórias.